quinta-feira, 20 de março de 2008

:: O motivo da nossa ligação...

Segunda-feira

- Bom dia, Sr. Faber, tudo bem?
- Quem está falando?
- Olá, Sr. Faber, meu nome é Érica e eu telefono em nome do Banco Santander, tudo bem com o senhor?
- Oi Érica, tudo bem.
- O motivo da nossa ligação, Sr. Faber, é que o Banco Santander verificou que o senhor tem um ótimo relacionamento com o banco. Por isso o Banco Santander está disponibilizando para o senhor o cartão Santander Free, livre de tarifas para sempre! Posso estar enviando o cartão para o senhor, Sr. Faber?
- Não, Érica, obrigado.
- Mas por que não, Sr. Faber? O cartão Santander Free é livre de tarifas para sempre!
- Eu já ouvi que o cartão Santander Free é livre de tarifas para sempre. Acredito, inclusive, que o nome dele tenha sido escolhido por esta característica, estou errado? Mas ainda assim não tenho interesse, Érica.
- Caso o senhor mude de opinião o Banco Santander estará a disposição para estar enviando seu cartão Santander Free, Sr. Faber.
- Obrigado, Érica, mas não mudarei de opinião. É só isso?
- Sim, Sr. Faber. O Banco Santander agradece sua atenção. Tenha um bom dia.
- Bom dia.

Quinta-feira

- Bom dia. É o Sr. Faber quem está falando?
- Sim, sou eu. Pois não?
- Boa tarde, Sr. Faber. Meu nome é Wellington e o motivo da nossa ligação é para informar que o seu cartão Santander Free livre de tarifas para sempre já está sendo mandado ao senhor.
- Wellington, eu não solicitei o cartão.
- Sr. Faber, consta em nossos registros que o senhor entrou em contato com o Banco Santander para fazer a solicitação do cartão Santander Free livre de tarifas para sempre. E ele já está sendo mandado ao senhor.
- Deveria constar que o Banco Santander me ligou oferecendo e que eu dispensei.
- Correto, Sr. Faber. E qual seria o motivo da recusa?
- Wellington, eu já expliquei isso na segunda-feira. O que você precisa saber é que eu não quero o cartão.
- Mas o cartão já está sendo mandado, Sr. Faber.
- Wellington, eu sei que você não é o culpado por esta cultura insuportável que certas empresas têm de empurrar serviços indesejados aos seus clientes. Então, antes que você esteja sendo mandado a merda eu vou desligar, ok? Boa tarde.
- Boa tarde Sr. Faber. O Banco Santander agradece sua atenção.

9 comentários:

Breno disse...

HUAHUAHUAUHHUAHUAHUAHHUAUHAUHHAUHUAHUAHUAHUHUAHUAHUAUHAHUAUHUHAHUAHUAHUAHUAHUHUAHUAHUAHUAHUAHUHUAHUAHUAU

Adorei, Faber XD
Principalmente sua última fala em grande estilo.

Olha
Posso ser honesto?
Quando você fez aquela postagem sobre as inexistentes fases da vida, eu fiquei completamente perdido e confuso. Me pareceu tão absurdo você classificar os dias como eles mesmos e nada mais, que nem sei qual foi minha reação na hora. Fiquei tão acostumado a separar os acontecimentos em etapas - com nomes, até - que nem parei para perceber que isso não existe. Era mais fácil de mencionar um determinado período de vida quando citava o nome que ela recebia. Sei que tudo é um ciclo, mas não gostava da idéia. Era mais confortável falar "foi aí que eu virei a página e recomeçei", ou ainda "águas passadas, essa fase já foi embora". Talvez realmente fique mais fácil de aproveitar o tempo quando eu não rotulá-lo.

Heitor disse...

Esse é o rap da felicidade, na voz da Fernandinha abreu:

"Um tiro, um tapa, um tapa, um teco, um teco, um teco, um tiro, um tiro / Um tiro, um tapa, um tapa, um teco, um teco, um tiro, um tiro/ Free free Mike Tiyson free/ Free free Mike Tyson free."


E quanto ao bom relacionamento ...

Só me resta chamá-lo assim:

Fala BURGUÊS !!!!!

Seja bem vindo!

Democracia é assim!

Adquira já o seu cartão e sinta-se livre!

Aliás, ainda bem que somos livres, já imaginou se o seu presidente fosse o Fidel?

É isso! Aceite. Agora você é um burguês livre: pode ir e vir e isso inclui qualquer lugar, desde que tenha o seu Santander Free.

E aí eles já entregaram? rsrsrsrsrs

Tüppÿ disse...

HUAUHAUHAHUAUHAUHAUHAUHA

A Net ADORA fazer isso comigo ¬¬

Anônimo disse...

See here or here

Suzana disse...

Vc ainda foi bem paciente eu diria! =)

Bem, vou te mostrar como o mundo é pequeno: eu sou aquela amiga do André que desfilou com vcs na Lins no carnaval de 2006, não sei se lembrará!
E conheci o Vítor através de uma amiga de faculdade que trabalha lá no Observatório de Favelas com ele.

Admito que já tinha vindo ao seu blog algumas vezes, mas a timidez sempre me impediu de comentar...

Essa barreira derrubada, me faço o convite e volto sempre! Faça o mesmo. Por enquanto, ainda não desisti =)

cajibrina disse...

Pior outro dia. ligam, mesmo esquema. Mas o negócio da telemarqueteira era vender um celular da operadora que já é a minha operadora. "Mas o que fazer com dois celulares se sou só um?". "Ah, você pode deixar um em casa e levar o outro pro trabalho". "An?". "Também pode ter um aparelho super moderno, que vai estar recebendo totalmente gratís". "An?". "Você pode estar recebendo o aparelho WXYZ 70, que tem rádio FM, vem com fone, carregador de bateria (ooohhh)...". "Igual o meu então?". "Mas o senhor pode estar usando dois aparelhos, mesmo que sejam iguais". Ela não desistiu. Fiquei meio com pena no início, pelo sotaque, mineirinha conterrânea minha, mas num deu. Tive que dar um tchau mais exaltado.

Anônimo disse...

Poxa!

e eu que estou precisando de um cartão de crédito não recebo uma ligação dessas.

Anônimo disse...

e o meu antigo tinha uma taxa absurda ai cancelei. e o do santander é livre de tarifas para sempre.

Eu quero um Santander FREE! ! !

Régis Cruz disse...

Telefonei e envie carta com meus dados e cópias dos documentos e após uma longa espera - quase 25 dias - fui esnobado. Não preenchi os requisitos mínimos exigidos pela operadora do cartão, é mole?

Eu queria me livrar do ItauCARD(3 anos de uso e NENHUMA fatura paga c/ atraso e um ótimo limite) e não consigo.