segunda-feira, 24 de março de 2008

:: Engarrafamento

Tem algo mais irritante do que engarrafamento? Tem: engarrafamento sem motivo. Fala a verdade: não dá vontade de gritar quando aquela quantidade monstruosa de carros de repente desaparece da sua frente, como se tivessem sido abduzidos? Afinal, qual era o motivo do engarrafamento? Estive parado por horas por nada? Como diria um amigo, "perdi horas da minha vida e nem uma morte, nem um engavetamento, nada de sangue?".
Enfim, li que nesta Páscoa houve 5% menos mortes nas estradas federais. Como eu duvido que tenha ocorrido menos engarrafamentos, concluo que neste feriado houve mais engarrafamentos sem motivo do que no ano passado. Que inferno!

9 comentários:

Tüppÿ disse...

HUAUHAHUAHUAHUAHUAHAUHUA

Essa risada foi tanto por causa da "piada infame" quanto pela lógica do seu post xD

Tüppÿ disse...

PS: digitar duas risadas ficaria sem sentido, além de dar mais trabalho. E ainda evito gastar a tinta das letras H, A e U.

8D

Suzana disse...

Fantástico! Faz todo sentido. Realmente, tudo tenda à incoerência!

Tá linkado, "folião".

André disse...

Não poderia concordar mais com vc e seu amigo!

Eduardo Miceli disse...

Não existe nada melhor do que ficar preso por 3 horas pra ir de Ipanema até o Humaitá.

B. Homsi disse...

Pois éé, né Faber?
*me perguntando se você morreu e não posta mais nada. *

Acredita que eu achei que você fosse discordar completamente de mim? É meio.. sei lá, reducionista, por um lado, dizer que hoje não se faz mais nada de qualidade porque não há um meio adequado para isso. Mas acho mesmo, sabe? o cinema era um pouco melhor, e por aí vai.
Mas ainda bem que você entendeu o espírito da coisa. huahaa

Livro da década: codigo da vinci e O Segredo. Música: Créu.
a coisa tá boa XD

Heitor disse...

Engarrafamentos existem para assegurar o Caos!

Caos onde estamos submersos.

Fica a pergunta:
Sem aquele engarrafamento,sem uma causa aparente, será que o estado das coisas estariam como estão?

De uma coisa tenho certeza: seu texto não existiria e eu não estaria por aqui. Ou estaria?

Por isso que ando interessado na quarta dimensão, isto é, nos instantes-já sem disperdícios.

Até!

Breno disse...

Eita, percebeu como todo mundo comenta nos seus posts?
Estão sentindo falta de uma nova.

cajibrina disse...

Terça-feira. sai uma van da Maré, sentido Copacabana. Trajeto de aproximadamente 30 minutos, principalmente nesse horário 4 da tarde. Nada de muito trânsito (via avenida brasil, perimetral e aterro do flamengo). 30 minutos no máximo. Mas eis que, não mais que de repente, o trânsito pára. Duas horas e meia depois chego em Copacabana. Nada no caminho. Nem um pingo de sangue, como diria um amigo do Faber (que amizades hein?). Nada a fazer. Ou melhor, muito a fazer e pouco tempo pra isso.