terça-feira, 9 de outubro de 2007

:: Exílio

Algumas vezes - e isso é quase sempre bem rápido - tenho vontade de exilar alguns dos meus pensamentos. Mas tenho medo de que eles voltem, ao final de um período de repressão mais dura. E ao retornarem do exílio estes pensamentos podem estar mais fortes. E então podem persuadir os demais pensamentos e deflagrar uma revolução.

5 comentários:

Breno disse...

Concordo plenamente com seu comentário, Faber =)
De fato, todas as vezes que tentei exilar um pensamento, eles voltaram mais fortes do que nunca. É o típico "tente esquecer"; bem sabemos que é quase impossível.
p.s: fiz um blog também \o/
não que você vá se dar ao trabalho de ler, mas só por curiosidade: www.purgatoryin.blogspot.com

p.p.s: seus posts são muito inteligentes.

João Miguel disse...

Obrigado, Faber!

Só sinto-me mal em saber que se você fosse tentar dialogar comigo, ficaria decepcionado, porque não sou capaz de falar um terço do que escrevo, se é que você me entende. Isso só acontece quando tenho as letras nas mãos pra fazer o que quiser com elas. Tê-las na ponta da língua não me vale muito...

Abraço!

Flávia disse...

O que há de errado com uma revolução, afinal? Por que o medo da mudança?
O ser humano pensa coisas mesquinhas, perversas, embora também esteja sujeito a ter a melhor das intenções com outro ser humano.
Ninguém é incapaz de pensar. Estamos todos condenados a ter zilhões de idéias incessantes por nossa mente.
Não tenho certeza, mas acho que se tentasse exilar meus próprios pensamentos, eles voltariam sim, mas com raiva tão grande por terem sido excluídos que me fariam sofrer pelo resto da vida com sua ausência.

Julia disse...

Às vezes o que precisamos é justamente de uma revolução.

Mas respondendo ao seu comentário:

Haha pois é, no início eu também fiquei em crise, mas depois consegui ver dos dois jeitos. Demora, mas é possível.
Pô se você quiser, cê vai com a sua namorada. É que minha mãe marcou 4 lugares, mas só nós duas que vamos e como não conheço mais ninguém que goste de Zeca Baleiro, ficam sobrando esses dois lugares. (Mas não é junto, não se preocupe xD)

Thá Teixeira disse...

É nesse processo de tentar exilar seus pensamentos que você os coloca no subconsciente. E quando isso acontece, você vai se pegar pensando e fazendo coisas ligadas a ele o tempo todo, e sem ter controle disso. Conselho de psicóloga wannabe? Mantenha-os no seu consciente e sob controle. =)