domingo, 23 de setembro de 2007

:: Pedalar

Hoje peguei minha bicicleta e pedalei do Aterro do Flamengo até o Arpoador e do Arpoador voltei até a Praia de Botafogo. Vi flamboyans anunciando que a primavera chegou pra valer, ouvi maritacas dizendo que o dia estava lindo e senti a brisa em meu rosto. Notei uma cobertura cheia de verde em meio a tantos prédios sem vida em Copacabana e pude ouvir o silêncio de uma passeata que anunciava, com faixas, o dia dos surdos. No Posto 6 algumas famílias compravam peixes frescos e no Posto 2 alguns cartazes davam destaque a alguns filmes da Mostra de Cinema. No Aterro uma menininha corria e gargalhava ao ver os pombos voarem com medo de sua aproximação e um bulldog francês bebia água de côco aos pés de um casal vestindo roupas leves de corrida.

Não existe sentido em pedalar se o objetivo não for alcançar lugares, passar por eles, notá-los. Tem gente que pedala parado, em bicicletas que não se movem. Nunca consegui mais do que cinco minutos. Quando se pedala para atingir algum número no cronômetro, a única coisa que se consegue é perceber quanto tempo se leva para chegar a lugar nenhum.

2 comentários:

Thá Teixeira disse...

Adorei o layout. Blogspot também é bem melhor. Agora, os textos estão ficando bem profissas hein! Daqui a pouco vou parar de escrever no meu. Sou muito amadora pro mue gosto. =)

João Miguel disse...

Faber, sucumbi às tentações do Blogpost também. Foi meio sem querer, mas a facilidade de mexer com ele me deixou monopolizado. Ficou mais legal que o do Blogger, que já estava uma bagunça. Bom, só para registrar que, mais uma vez, eu apareci pra ler seus textos. Assim você não acha que ninguém lê o que você escreve, o que seria um desperdício! Abraço!